85 3045-9947 Rua Padre Pedro de Alencar, 221 – Messejana – Fortaleza-CE. Acesso ao portal EAD
Olá visitante, registre-se ou faça seu login

Blog

Ainda da tempo de se inscrever para as forças armadas
https://www.datacenter.emp.br/imagens/uploads/imgs/posts/732x548/forcas_armadas.jpg
Forças Armadas do Brasil
10 de Agosto de 2017
0

Quem estiver pensando ainda no que fazer este ano é melhor se apressar, pois alguns concursos para academias militares estão com inscrições abertas, basta acessar os sites para maiores informações.

Com a alta do desemprego e a economia sem sinal de vida, uma boa saída é partir para os concursos público, as forças armadas é uma boa opção com remuneração bastante gratificante e benefícios atrativos, fique atento para estas oportunidades.

Conheça um pouco mais sobre as forças armadas.

EXÉRCITO

O Exército atua na proteção do território brasileiro desde a Batalha dos Guararapes (1648), contra os invasores holandeses, tendo papel relevante na manutenção da unidade e da integridade nacional.

A instituição militar atua também no apoio às atividades de Defesa Civil, participando de ações de socorro e assistência às vítimas de desastres naturais, além de procedimentos de recuperação e reconstrução.

Para cumprir essa missão, a Força Terrestre mantém preparados efetivos superiores a 222 mil homens e mulheres. Ao todo, existem 20 cargos diferentes na instituição militar. A base da hierarquia são os soldados, seguidos pelos cabos, sargentos, tenentes, capitães, majores, tenentes-coronéis, coronéis e os generais. Essas patentes têm subdivisões. Os sargentos, por exemplo, são classificados em primeiro, segundo e terceiro-sargento.

A progressão na carreira leva em conta o desempenho de cada um e o tempo de serviço.

MARINHA

A Marinha é a Força Armada mais antiga do Brasil. A atuação na defesa das águas marítimas e fluviais nacionais começou ainda no século XVIII, durante o período colonial.

Suas principais funções são desenvolver uma ampla estratégia de monitoramento e controle para a proteção do litoral do País, bem como fortalecer o conhecimento sobre o meio ambiente marítimo e posicionar os meios operacionais disponíveis para responder prontamente a eventuais crises ou emergências no mar territorial brasileiro.

Segundo o Ministério da Defesa, a Marinha tem mais de 70 mil homens e mulheres em 17 diferentes postos e graduações divididos em dois grupos principais: o Corpo de Fuzileiros, que fica em terra, e o Corpo da Armada, que cuida das embarcações. Há ainda outros grupos, como o Corpo de Engenheiros, o Corpo de Saúde e as unidades dos fuzileiros, que formam uma espécie de infantaria.

AERONÁUTICA

A Força Aérea Brasileira surgiu em 1941, durante a Segunda Guerra Mundial. Naquele ano, foi criado o Ministério da Aeronáutica a partir da junção de equipamentos aéreos e pessoal da Marinha, do Exército e do então Departamento de Aviação Civil (DAC), que teve na FAB seu braço armado.

Os militares dessa força atuam tanto na vigilância, quanto no controle e na defesa do espaço aéreo. Para isso, conta hoje com mais de 68 mil homens e mulheres em seus quadros em 21 postos.

Dentre os grupos, os que efetivamente entram em combate são o Quadro de Infantaria e o Quadro de Aviação. A Infantaria atua em terra firme e cuida da segurança de bases aéreas e de aeroportos em tempos de paz e pegando em armas para batalhas terrestres durante as guerras. Já o Quadro de Aviação reúne os oficiais que pilotam os aviões militares do País. 

Assim como no Exército e na Marinha, para subir na carreira, o militar precisa passar por avaliações de desempenho e participar de cursos de atualização, de acordo com o tempo de serviço.

Deixe seu comentário